Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.
Foto: divulgação

Prefeitura de Manaus instala ecobarreira em igarapé da zona Leste da cidade

Nesta terça-feira, 30/1, a Prefeitura de Manaus anunciou a conclusão da instalação de uma ecobarreira em uma das regiões mais importantes para o eco equilíbrio da cidade, o igarapé Beira-Rio, situado entre as avenidas Beira-Rio e Beira-Mar, no bairro Coroado, zona Leste da cidade. Este local foi selecionado para o projeto piloto devido a um estudo geograficamente referenciado que mapeou as áreas com maior índice de despejo inadequado de resíduos em igarapés da cidade.

O projeto faz parte do programa denominado “Anjos da Floresta” que tem como objetivo a restauração dos ecossistemas urbanos danificados ao longo do tempo em Manaus. O programa é um esforço conjunto encabeçado pelo Conselho Municipal de Gestão Estratégica (CMGE) e carregou até o momento a remoção de cerca de 30 toneladas de lixo do local, um passo crucial para a restauração da região.

A ecobarreira, que serve para bloquear o fluxo de resíduos e age como filtro de poluentes sem a necessidade de produtos químicos, é uma das principais estratégias do programa “Anjos da Floresta”. Segundo o presidente do CMGE, José Arnaldo Grijó, esse é o começo de um grande plano de recuperação de igarapés da cidade. Ele ressalta que o programa “Anjos da Floresta” é um projeto transversalizado que visa recuperar os ecossistemas ambientais de Manaus.

Descrevendo a escala do projeto, Grijó explicou que a cidade de Manaus possui mais de cem igarapés e a recuperação de todos simultaneamente seria impossível. Dessa forma, este é um projeto-piloto que ainda precisa passar por adaptações e, assim que os resultados positivos forem visíveis, a intenção é levar a iniciativa aos demais igarapés da cidade.

Destacando uma das fases importantes do projeto, o ativista Mazinho da Carbrás, gestor ambiental na Semmasclima, descreveu que o trabalho de recuperação do igarapé do Coroado começou há três anos e, após um esforço de conscientização da população e a remoção adequada de lixo, agora é tempo para a fase de purificação.

Essa etapa compreende a instalação de uma estrutura flutuante – uma “grade” – que retém resíduos sólidos, centralizando o lixo em uma única área. O resíduo retido é coletado de maneira adequada e uma outra barreira de pedras auxilia no filtro das águas que, em seguida, contam com o auxílio de uma planta chamada muriru, usada na remoção de impurezas.

O trabalho de restauração vai além da purificação do igarapé, incluindo a promoção de uma estrutura digna para vendedores do comércio informal ao redor do local e a revitalização da orla. A ideia é reforçar uma economia alternativa no bairro Coroado, informou o Secretário Municipal de Agricultura, Abastecimento, Centro e Comércio Informal (Semacc), Wanderson Costa.

Ainda é importante reiterar que o projeto de recuperação e preservação dos igarapés de Manaus conta com a atuação integrada das secretarias do Meio Ambiente, Sustentabilidade e Mudança do Clima (Semmasclima), de Educação (Semed) e de Comunicação (Semcom), além do programa “Anjos da Floresta”.

Fonte: https://cm7brasil.com/noticias/cidades/prefeitura-instala-ecobarreira-em-igarape-na-zona-leste-de-manaus/

Outras notícias