Padre é afastado após mulher invadir igreja e se declarar para ele

Brasil – O padre Geraldino Rodrigues de Proença foi afastado das funções religiosas por 30 dias para cuidar da saúde após uma mulher invadir a Paróquia Nossa Senhora de Fátima, em Arapongas, no norte do Paraná, na quarta-feira (12). Testemunhas dizem que a suspeita estaria em um possível surto psicótico. Ainda segundo relato de moradores, ela teria uma “fixação” no padre, de quem receberia aconselhamento durante as ocasiões que se confessou com ele e teria se apaixonado.  No dia, o religioso não ficou ferido, conforme a Polícia Militar. Em nota divulgada na internet nesse último sábado (15), o bispo dom Carlos José de Oliveira disse que o padre passará por cuidados médicos, após ficar abalado com a situação. A mulher entrou na igreja portando uma arma de airsoft (não letal) e ficou trancada no banheiro por algumas horas. Na hora do incidente o padre estava na igreja. A Polícia Militar (PM) e o Serviço de Atendimento Médico (Samu), foram acionados. Após cerca de três horas de negociação, a mulher se entregou e foi encaminhada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA).      O caso O episódio foi registrado pouco volta das 10 horas da última quinta-feira. A mulher correu para dentro da paróquia supostamente armada, o que mobilizou inúmeras viaturas. A informação inicial era de que ela estava com o padre. No entanto, o sacerdote viu a presença da mulher nas redondezas e ele próprio chamou a PM, deixando o local.

Fonte: Portal Cm7

Outras notícias