Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.
Filme do cineasta Silvino Santos, “Amazonas, o maior rio do mundo”, vai ser exibido no Teatro Amazonas. — Foto: Divulgação/Sec

Filme de Silvino Santos, perdido por quase 100 anos, é exibido pela primeira vez no Teatro Amazonas

Histórico filme “Amazonas, o maior rio do mundo” será exibido no Teatro Amazonas

Após quase um século perdido, o filme do renomado cineasta Silvino Santos, intitulado “Amazonas, o maior rio do mundo”, finalmente encontrou seu caminho de volta ao público. A obra cinematográfica, que havia sido dada como perdida desde a década de 30, será exibida no icônico Teatro Amazonas, em Manaus, nesta sexta-feira (29), às 20h, com entrada gratuita. O filme foi descoberto este ano na República Tcheca, na Cinemateca de Praga.

Filmada em 1918, a produção retrata uma viagem fluvial pelo Rio Amazonas, passando por locais como Belém, campos do Marajó, Santarém, Itacoatiara, Manaus e rio Putumayo. Essa descoberta é de extrema importância para a história do cinema brasileiro, já que o filme ficou perdido por décadas, adicionando um toque ainda mais especial à sua projeção no Teatro Amazonas.

A recuperação desta obra única foi possível graças à pesquisa de doutorado de Sávio Stoco, um pesquisador amazonense, na Universidade Federal do Pará. O curador inglês Jay Weissberg entrou em contato com Stoco para avaliar alguns filmes sul-americanos encontrados na Cinemateca de Praga, e foi durante essa avaliação que a suspeita de que se tratava do filme perdido de Silvino Santos surgiu.

Após meses de análise cuidadosa, Stoco e Weissberg confirmaram que haviam encontrado o tão esperado filme. Os intertítulos estavam em tcheco e o título traduzido era “As maravilhas do Amazonas”, sem menção ao diretor ou país produtor. No entanto, isso era compreensível, pois em cada país por onde o filme passou, houve a necessidade de tradução na época.

A exibição do filme no Teatro Amazonas é considerada uma ideia maravilhosa por Stoco. O filme já foi exibido em diversos locais, como Pordenone (Itália), República Tcheca, São Paulo, João Pessoa, Belém, Rio de Janeiro e Fortaleza, sempre com grande público e importantes discussões. Mas é em Manaus, a cidade onde o filme foi concebido e produzido, que a exibição se torna ainda mais significativa. O Teatro Amazonas é um verdadeiro marco histórico e visual para a tradição amazônica, e foi lá que Silvino Santos encontrou inspiração para suas obras.

A exibição de “Amazonas, o maior rio do mundo” no Teatro Amazonas será um momento especial para celebrar a redescoberta dessa joia do cinema brasileiro. É uma oportunidade única de reviver a tradição visual e artística amazônica, em um local que possui um significado tão profundo para a cultura brasileira. A entrada gratuita permite que todos possam apreciar essa obra-prima cinematográfica e se conectar com a história do nosso país. Um evento imperdível para os amantes do cinema e da cultura nacional.

Fonte: https://g1.globo.com/am/amazonas/noticia/2023/12/28/apos-quase-100-anos-perdido-filme-de-silvino-santos-e-exibido-pela-primeira-vez-no-teatro-amazonas.ghtml

Outras notícias