Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.
Foto: divulgação

Boulos exclui mensagem em rede social ao mencionar crescimento da renda dos menos favorecidos durante o mandato de Bolsonaro.

Gilherme Boulos (PSol-SP), parlamentar do Congresso Nacional e concorrente potencial à cadeira de prefeito de São Paulo, pisou em ovos recentemente ao eliminar uma postagem em uma plataforma de mídia social. Essa postagem mencionava um crescimento na renda dos menos afortunados da sociedade durante o mandato do antigo chefe de Estado Jair Bolsonaro (PL), que administrou o país de 2017 a 2022. Boulos fez uso de um relatório técnico publicado pela Fundação Getulio Vargas (FGV) para criar sua postagem.

A investigação conduzida pelo FGV deduziu um crescimento da renda dos ultra ricos, que contabilizam apenas 0,01% da sociedade brasileira, a uma taxa três vezes superior à da renda de 95% dos brasileiros. A repercussão desfavorável nas plataformas de mídias sociais provocou a remoção da postagem por Boulos.

Tal gesto do político foi criticado, com internautas questionando a sua conduta e se deveria ele sequer estar concorrendo à prefeitura de São Paulo. Comentários como “É inacreditável que esse homem queira governar a metrópole mais influente do país” e “O grande questionamento se mantém: ele nos detesta ou nos admira?” mostram o descontentamento de uma parcela da sociedade com a condução de Boulos em relação ao assunto.

O deputado Boulos é um candidato prévio à prefeitura da cidade de São Paulo e tem a ex-prefeita Marta Suplicy como sua vice-candidata. As eleições municipais estão agendadas para o dia 6 de outubro de 2024 e a corrida pela prefeitura já está intensa. Até o presente momento, Boulos e o prefeito Ricardo Nunes (MDB-SP) são apontados como os favoritos na disputa.

Outros concorrentes prováveis, tais quais os parlamentares Ricardo Salles (PL-SP), Tabata Amaral (PSB-SP) e Kim Kataguiri (União Brasil-SP) também têm sido previstos como possíveis candidatos à prefeitura de São Paulo. Enquanto Boulos possui o suporte do antigo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), espera-se que Nunes tenha o apoio de Jair Bolsonaro.

Fonte: https://cm7brasil.com/noticias/politica/boulos-apaga-postagem-apos-citar-aumento-de-renda-dos-mais-pobres-na-gestao-de-bolsonaro/

Outras notícias