Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.
Foto: Divulgação

Beneficiária do Prato Cheio em Manaus elogia programa por ajuda essencial em momento de dificuldade

Manaus (AM) – Em meio a pandemia e a crise econômica, o programa Prato Cheio tem sido uma verdadeira benção para famílias em situação de vulnerabilidade no Amazonas. Valerie Nunes e sua família são um exemplo disso. Desde julho, eles têm frequentado a unidade do Prato Cheio da comunidade Riacho Doce, no bairro Cidade Nova, em Manaus, onde têm acesso a refeições completas e balanceadas todos os dias.

Com um total de 44 unidades em todo o estado, o Prato Cheio já serviu mais de 4 milhões de refeições em 2023. Somente na capital, foram mais de 2 milhões de refeições servidas. Para Valerie Nunes, mãe de dois filhos pequenos e desempregada desde julho, a ajuda do programa tem sido essencial.

“Desde que começamos a frequentar o Prato Cheio, temos sentido um grande alívio financeiro. Eu e meu marido estamos desempregados, então é uma ajuda muito importante para a nossa família. Além disso, somos muito bem tratados aqui e as crianças adoram vir. Em casa, só conseguimos fazer o jantar, então o almoço no Prato Cheio é uma grande benção”, afirmou Valerie.

O Prato Cheio, idealizado pelo Governo do Amazonas e gerido pela Secretaria de Estado da Assistência Social (Seas), tem como objetivo garantir a segurança alimentar das pessoas em situação de vulnerabilidade. O programa atende desempregados, pessoas com deficiência, trabalhadores informais e mulheres chefes de família em situação de pobreza ou baixa renda. Além disso, são disponibilizados dois tipos de serviços: nos restaurantes populares, o almoço é vendido por apenas R$ 1, de segunda a sexta-feira; já nas cozinhas populares, a sopa é gratuita e cada pessoa atendida tem direito a 1 litro do alimento, de sabores variados, de segunda a sábado.

Segundo a secretária de Estado da Assistência Social, Kely Patrícia, o Prato Cheio tem desempenhado um papel fundamental na garantia da segurança alimentar das famílias amazonenses em 2023.

“A segurança alimentar é um direito básico e fundamental para todos. Para aqueles que estão em situação de vulnerabilidade, essa questão se torna ainda mais importante. O acesso a uma alimentação completa e balanceada é essencial para a saúde e o bem-estar dessas pessoas”, ressaltou Kely Patrícia.

O programa Prato Cheio tem feito a diferença na vida de famílias como a de Valerie Nunes, proporcionando refeições nutritivas e uma ajuda financeira em tempos difíceis. Com suas 44 unidades em funcionamento, o programa continua a levar esperança e alívio para aqueles que mais precisam no estado do Amazonas.

Fonte: https://emtempo.com.br/205928/amazonas/prato-cheio-nos-ajudou-no-momento-que-mais-precisamos-afirma-beneficiaria-do-programa-em-manaus/#google_vignette

Outras notícias