Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

A Maratona de Manaus foi reprogramada devido aos desafios ambientais que a cidade enfrenta

A Maratona Internacional de Manaus, inicialmente programada para o próximo domingo (15) como parte das celebrações do aniversário da cidade, foi adiada para o mês de dezembro. O prefeito David Almeida explicou que essa decisão se insere nas medidas destinadas a garantir a segurança da população.

A partir de quarta-feira (11), Manaus tem estado envolvida por uma densa “onda de fumaça” resultante das queimadas em curso nos municípios de Autazes e Careiro, de acordo com informações do Ibama. A situação chegou a tal ponto que várias universidades na capital precisaram suspender as atividades presenciais. A qualidade do ar na cidade é agora classificada como extremamente ruim.

“Recomendo fortemente evitar a prática de esportes, pois a inalação de monóxido de carbono é prejudicial e pode resultar em problemas de saúde. Devido a essa situação, decidimos adiar a maratona da nossa cidade, que estava agendada para o próximo final de semana”, afirmou o prefeito.

Almeida também enfatizou a importância dos cuidados necessários para que a população possa enfrentar a crise ambiental que a cidade e o estado têm enfrentado.

“É preciso evitar estar exposto à fumaça, fechar as janelas das casas, a hidratação é fundamental nesse momento. Infelizmente, nós estamos passando por isso, fruto das mudanças climáticas”, pontuou.

Outras notícias